Siga o Blog, nas redes sociais

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

A SOLIDÃO E O SILÊNCIO


Eu vi a solidão e o silêncio tão longe e tão perto
Aqui, como num oásis oculto distante no deserto…
No mar, vi a solidão e o silêncio numa grande armada
Estavam contornando uma enorme ilha escarpada…

A solidão e o silêncio são almas gémeas
E eternos companheiros em viagem…
Chegam como a neblina sem se avistar
E partem como o vento sem se notar…

A solidão é bastante triste e distanciada…
Já o silêncio é mais subtil na sua jornada…
Ambos são essenciais para a nossa harmonia
Onde o homem tira as dúvidas seja noite ou dia…

E neste círculo a alma alimenta sua mente
Para uma apreciação global e consistente…
Ele entende que deste meio jorra o amor…
O amor com que a fonte dá de beber à dor!

Rui Pais