Siga o Blog, nas redes sociais

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Poderia ser Você

Eu poderia ser uma daquelas pessoas que estavam lá na boate de Santa Maria, na boate Kiss. Poderia ser qualquer um de nós. Poderia.

Eu poderia estar lá naquela noite, curtindo com os meus amigos e nós estaríamos sorrindo e pensando em como a vida é boa e gostosa de se viver. Poderíamos estar comemorando um aniversário de um brother, ou comemorando, por sermos amigos mesmo. Poderia estar com uma namorada ao lado e ela me olharia querendo dizer que me ama pra sempre.

Tentaria adivinhar o que as pessoas sem rosto ao meu lado estavam pensando. Gosto de fazer isso. Será que as pessoas ali estavam se divertindo? Será que queriam esquecer os problemas? Será que saíram de casa só porque um amigo insistiu? Será que estava comemorando o aniversário de um amigo?

Não sei. Não sabemos. Ninguém sabia de nada ali.

Eu iria ao banheiro e olharia minha imagem pela última vez. Tiraria uma foto com os meus amigos, só para eternizar o momento. Sem ao menos saber que esse seria o meu último momento com eles. O último momento de tudo.

Sairia do banheiro e veria pânico. Pessoas caídas ao chão. Pessoas gritando por socorro. Vidas sendo levadas. Caos. Esperanças que morrem. Vidas que se interrompem. Eu iria procurar pela minha namorada só para dizer a ela uma última vez tudo que sinto. Mas eu não encontraria. Eu tentaria escapar. Fazia de tudo, com todas as minhas forças, minhas últimas respirações e tentaria ajudar meus amigos e minhas amigas que ali estavam. Ia agarrar ao último fio de vida que me restava. Mas eu não iria conseguir. E iria dar o meu último suspiro pensando "Por que teve que ser assim meu Deus? Porque? Justo hoje?''

A tragédia de Santa Maria comoveu o mundo inteiro. 232 jovens que tiveram suas vidas arrancadas. E o pensamento de todo mundo é o mesmo ''Poderia ter sido comigo. Poderia ter sido minha filha. Poderia ter sido meu amigo''.

Nós vivemos a vida como se fossemos invencíveis. E uma tragédia dessas mostra o quanto somos frágeis. E eu não gosto disso.

De novo, me coloco no lugar de cada familiar que hoje estão destruídos por dentro, tentando, de qualquer forma, arrancar forças para aguentar tudo isso. E eu aqui, mais outra vez, chorando por dentro.

:/