Siga o Blog, nas redes sociais

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

A História da Prefeitura de São Paulo,( Parabéns Feliz Aniversário)



A Vila dos Jesuítas (1554 - 1711) - 1554

A frase escrina na bandeira"Non Ducor Duco" - traduzido do latim significa "Não sou conduzido, conduzo".Fundada em 25 de janeiro de 1554 pela Companhia de Jesus, num barracão de taipa, a fim de ensinar o catecismo e as primeiras letras aos filhos dos colonizadores, por Manoel da Nóbrega, José de Anchieta, Manoel de Paiva e mais nove religiosos.

Cria-se o sítio do Colégio de São Paulo de Piratininga, entre os rios Tamanduateí e Anhangabaú cercando-se de algumas construções. Situado em um planalto a 760 metros acima do nível do mar e circundado por rios, oferecia ótimas condições de relevo e hidrografia.

A Vila fazia parte da Capitania de São Vicente, cujo donatário era Martim Afonso de Sousa, que chegou ao Brasil em 1532.

1560


Mem de Sá, terceiro governador geral da colônia,
eleva São Paulo à categoria de Vila.

A população na época é de aproximadamente 80 habitantes.
Instala-se a Câmara Municipal e a Alcaidaria (o donatário da capitania nomeia o alcaide da vila).
A Câmara Municipal proíbe que os brancos escravizem os índios.
Destaca-se como nome mais poderoso da época, o de Jorge Moreira, Capitão-Mor.

Atividades da Câmara Municipal:
- Atribuições legislativas, policiais e judiciais;
- Inspeção da higiene pública;
- Recebimento de Impostos;
- Nomeação de Procuradores;
- Julgamento de conflitos públicos;
- Defesa Militar.

.1556

Alguns dos primeiros ocupantes do Governo Municipal da Vila de São Paulo, foram:
Francisco Avel - Alcaide
Francisco Peres - Alcaide e Guarda-Mor
João Ramalho - Capitão e Alacaide-Mor
Francisco Alves - Alcaide

.1586

Reinvindicação da Sede do Poder Municipal.
.1610

D. Francisco de Souza (Governador Geral) promove o Alistamento Militar Geral, a partir dos 14 anos de idade.

. 1640

Autonomia da Câmara Municipal.
Amador Bueno da Veiga é aclamado rei de São Paulo.
Os jesuítas são expulsos da Vila de São Paulo e arredores.
Os colonos sertanistas tomam o poder em lugar da Coroa Lusitana.

. 1641

Disputa entre as famílias Pires e Camargo.
Fernão de Camargo assassina Pedro Taques, líder dos Pires, devido ao aprisionamento de índios e o controle da produção agrícola.

. 1674/1681

Formam-se as bandeiras de Fernão Dias Pais Leme.