Siga o Blog, nas redes sociais

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Os bastidores da Família Dinossauros, em 1991.



“Família Dinossauros” apesar de ser concebida como um programa infantil, fazia uma crítica bem humorada ao chamado "american way of life" e uma sátira da sociedade e dos costumes da classe média desse país. Produzida pela Disney e transmitida pela ABC, estreou em abril de 1991 e, após 56 episódios divididos em quatro temporadas , terminou em julho de 1994.

No início, um acordo determinou que a Disney financiaria a série. O investimento era arriscado, variando de 1 a 1,5 milhão de dólares por episódio, mas aceitável para os padrões Disney. O presidente da empresa acreditava que o lucro viria com a venda de produtos licenciados do programa e acertou a previsão.

Dinossaurs estreou no Brasil em 1992. A série aumentou os índices de audiência das manhãs, que estavam abaixo do esperado, o que levou a série a ser exibida também aos domingos. No auge da série no Brasil, o merchandising da mesma cresceu muito, com a venda de produtos como chaveiros, camisetas, álbum de figurinhas (foram vendidos 40 milhões de envelopes de figurinhas do mesmo) e até um disco chamado Babymania, que foi gravado pelos dubladores.

A série contava a história da família Silva Sauro, uma família de dinossauros que vivia num planeta Terra onde eles eram a espécie dominante e nós, humanos, apenas animais selvagens.

A tecnologia da série deriva de um projeto similar, conhecido como “Tartarugas Ninja”. Cada personagem consistia em um boneco animatrônico, tecnologia inovadora que misturava atores e movimentos eletrônicos, que permitia até 50 movimentos faciais em cada personagem, possibilitando uma riqueza de detalhes na atuação.O ator dentro da fantasia movimentava os membros enquanto um técnico movimentava o rosto dos bonecos através de um controle remoto e luvas mecânicas.

O ator que interpretava Dino declarou em entrevista que só conseguia enxergar o exterior do set quando a boca do animatrônico estava aberta. Por isso, quando Dino se mexia e parecia que estava respirando pela boca, na verdade era o ator tentando enxergar o cenário.

Além de paródias com outros programas da época, “Família Dinossauros” abordou temas fortes como sexo, morte, racismo, masturbação, assédio sexual, homossexualidade, direitos civis, animais ameaçados de extinção, entre outros, com muitas metáforas e bom humor. Em um dos episódios emblemáticos, Dino e seus filhos até experimentam uma planta que causa efeitos similares à maconha.

A série era um programa infantil, mas terminou sua história de sucesso com um episódio censurado em vários países. "Mudando a Natureza", o último episódio, retrata sobre o início da Era do Gelo e o fim dos dinossauros e em muitos países este episódio foi censurado por ser considerado "obscuro, cruel e impróprio para as crianças por as expor a risco de trauma"

Nesse episodio Dino revela que sua empresa foi responsável por matar todas as plantas do planeta. É assim que a Era do Gelo tem início, e Dino pede desculpas a família e aos filhos por eles não terem mais um planeta para crescerem e viverem. A última cena mostra o âncora do telejornal anunciando que não há nenhuma boa previsão, e assim termina a série com um simples, porém terrível, “Adeus”.


Cena final: https://www.youtube.com/watch?v=hOwclRsr6QQ
Fonte: http://www.cracked.com/
Texto de Diego Vieira
Administração Imagens Históricas