Siga o Blog, nas redes sociais

domingo, 10 de março de 2013

The Show Must Go On"



Ao contrário do que muitos pensam, o ídolo do Rock Freddie Mercury não era britânico, sendo apenas naturalizado. Era na verdade africano, do arquipélago de Zanzibar, na costa da Tanzânia, que na época pertencia à Coroa Britânica.

É considerado como um dos melhores cantores de todos os tempos e uma das vozes mais conhecidas do mundo.

Freddie era bastante meticuloso com relação a sua imagem, adotando o estilo Glam (com roupas e penteados exuberantes) nos anos 70, e o estilo “machão” nos anos 80 (a famosa jaqueta amarela e o bigode “powerful”).

A imagem reflete a preocupação de Mercury de criar um espetáculo nas suas apresentações, não somente um simples show de Rock. Músicas como Radio Ga Ga foram elaboradas justamente para propiciar a participação do público. Freddie era tão comprometido com o desejo de deixar um legado com o Queen que ele e a banda viajavam em aviões separados, pois se algum deles sofresse um acidente, os outros poderiam dar continuidade ao Queen.