Siga o Blog, nas redes sociais

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Rio+20 terá 102 chefes de Estado

A duas semanas do início da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, o secretário nacional do Comitê Organizador, Laudemar Aguiar, anunciou que 102 chefes de Estado estarão presentes no evento, mas ele se recusou a anunciar os nomes das autoridades confirmadas: “Não cabe ao governo brasileiro confirmar ou não a vinda de chefes de Estado por questões de segurança. Esse papel cabe aos países e seus governos. A ONU deve montar uma lista de quais chefes vão discursar mais perto do evento”.

Segundo Aguiar, todos os países membros da ONU garantiram presença, seja por meio de chefes de Estado, ministros ou secretários. Ao todo, delegações de 176 países virão ao Rio.

“Não é apenas o número de pessoas que mostra a grandiosidade do evento. Esse número de participação pode ser maior se somado a todos os órgãos envolvidos”, disse o secretário. Até agora, os únicos que já anunciaram a vinda à Rio+20 foram o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o novo presidente da França, Fraçois Hollande.

Dois chefes de Estado também já negaram presença: a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e o primeiro ministro do Reino Unido, David Cameron.

Área 4 vezes maior


Na próxima terça-feira, o Riocentro será entregue à ONU, quando passará a ser considerado espaço oficial da organização. O local, porém, ainda não está pronto para a conferência. As instalações ainda estão em fase de construção.

Faltam concluir as rampas de acessibilidade, os escritórios das delegações, a sala de imprensa e detalhes de acabamento. “Tem pavilhões que já estão 95% prontos, outros estão 89% acabados, mas isso não importa. O importante é que antes do início da conferência ele estará concluído. Estamos dentro do cronograma”, garantiu Aguiar.

Segundo o secretário, o Riocentro terá capacidade para receber até 38 mil pessoas por dia, que é a capacidade máxima do local.

A Rio+20 ocupará uma área quase quatro vezes maior do que a Rio-92, ocorrida há 20 anos. Apenas no Riocentro, onde será o encontro de chefes de Estado, a área ocupada será duas vezes maior do que a da conferência anterior, com cerca de 100 mil m2