Siga o Blog, nas redes sociais

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Microsoft mantém no Bing links que quer removidos do Google



O Google emitiu novo relatório mostrando que recebe mais de 1,2 milhão de pedidos de remoção de resultados de buscas a cada mês. No topo das reclamações está a Microsoft, que alega violação de direitos autorais sobre mais de 500 mil resultados de pesquisas, de acordo como site The Verge.

Mas ao utilizar a nova ferramenta de transparência do Google, que permite que qualquer um peneire pedidos de remoção, o site Techdirt descobriu que links para conteúdos piratas do XBox, retirados pelo Google a pedido da Microsoft, continuam no ar no Bing, ferramenta de buscas da própria Microsoft.

Ao longo do ano passado o número de avisos de remoção enviados ao Google semanalmente praticamente dobraram. A organização campeã em demandar retiradas do buscador foi uma firma chamada Marketly, que é vizinha da Microsoft em Redmond, Washington (EUA), e inclusive contratada da mesma.

A Marketly mandou pedidos de remoção para o Google solicitando a retirada de diversos links em resultados de buscas que direcionavam para jogos do XBox 360. Ao seguir um link em particular, que levava a um jogo chamado DiRT 2, o Techdirt constatou que ele havia sumido do Google, mas continuava encaminhando para um download pirata através do Bing.

O site The Verge questiona as reais intenções da Microsoft ao cobrar que o Google remova links "sujos", quando ela mesma não consegue fazer isso em seu buscador: ou a empresa está realmente focada em peneirar URLs indevidas no maior buscador da internet, ou simplesmente encontrou uma maneira efetiva de alfinetar a concorrência.