Siga o Blog, nas redes sociais

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Poeta

O Poeta é como ave de rapina 
quando trina ateia versos
em rima

O Poeta de cordel do sertão
é uma ave que ao recitar
infinito canta

O Poeta de cordel ressuscita
os imortais faz as noites
entardecerem e o dia de
prosas que só se desfaz
ao pôr do Sol.

Emanuel Carvalho