Siga o Blog, nas redes sociais

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Vida

É o amor existencial.

Razão

É o amor que pondera.

Estudo

É o amor que analisa.

Ciência

É o amor que investiga.

Filosofia

É o amor que pensa.

Religião

É o amor que busca a Deus.

Verdade

É o amor que eterniza.

Ideal

É o amor que se eleva.



É o amor que transcende.

Esperança

É o amor que sonha.

Caridade

É o amor que auxilia.

Fraternidade

É o amor que se expande.

Sacrifício

É o amor que se esforça.

Renúncia

É o amor que depura.

Simpatia

É o amor que sorri.

Trabalho

É o amor que constrói.

Indiferença

É o amor que se esconde.

Desespero

É o amor que se desgoverna.

Paixão

É o amor que se desequilibra.

Ciúme

É o amor que se desvaira.

Orgulho

É o amor que enlouquece.

Sensualismo

É o amor que se envenena.

Finalmente, o ódio, que julgas ser a antítese do amor, não é senão o próprio amor que adoeceu gravemente.

Francisco Cândido Xavier