Siga o Blog, nas redes sociais

sábado, 3 de novembro de 2012

Mulher fatal...

Colocaste a minha alma em apuros...
Vieste na minha fantasia, toda nórdica,
e decepou o meu coração, com o seu olhar felino...
Não sei se era pura quimera, ou a minha insanidade
vindo a tona, ou na verdade já estava a sua espera...
Vestida para mutilar e se saciar o meu amor contido...
Vieste como uma aranha viúva negra,
que quer a minha pele suada de prazer...
Agarrado a sua cintura, me levo a loucura,
na sua teia de uma noite escura..

E tu chegaste,
Desviaste meus sentidos
fizeste-me artigo indefinido da tua cotidiana oração

Ignorei todos os avisos de perigo
Quando me pegaste pela mão.
Hoje eu sou teu menino,
teu homem , teu amante,
herói e bandido
Do teu amor, sou artesão

E nessa guerra , sou-te paz
Sou-te entrega e perdição
Teu escravo, sem entraves
Depravado em emoções

Ernane Rezende / Erikah Azzevedo