Siga o Blog, nas redes sociais

terça-feira, 10 de junho de 2014

10 de maio de 1580: morria Luís de Camões.


Um de seus sonetos de amor ganhou popularidade quando Renato Russo o colocou na letra de "Monte Castelo".

"Amor é um fogo que arde sem se ver,
É ferida que dói, e não se sente;
É um contentamento descontente,
É dor que desatina sem doer...."



Fonte: L&PM Editores