Siga o Blog, nas redes sociais

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Qual a função de criar um dia internacional do beijo?

Motivação para beijar?
Ora, o beijo acontece sem dia,
sem hora, sem data especial.

O beijo acontece como se fosse “normal”.
O beijo pode ser dado, roubado, sonhado… etc e tal.
Mas, se for sem amor, perde o encanto.
É só beijo e ponto.

Beija na boca,
só o canto,
pra enganar,
disfarçar…

Beija e cai em prantos.

Beijo não precisa de dia internacional,
nem de comemoração,
beijo bom é o compartilhado.

Sem pudor, com coração.

Beijo: a linguagem internacional do amor.
Nem sempre é assim…
E se não for, só gera um nada.
Não é beijo pra mim.

Quando se fecha os olhos para enxergar todas as cores
é beijo sincero.
É o que mais quero em pleno inverno.
Calor que borbulha o sangue, parece eterno.

É importante antes de tudo,
para tudo,
com tudo.
Não dá pra ficar em cima do muro.
Ou beija, ou não se entrega.
E nesta indecisão,
o importante mesmo é sentir o coração.

Pulsando, pulsando, pulsando…
Sonhando…
Um beijo lembrado, outros esquecidos.
Ainda bem.
Beijo esquecido é beijo não dado.

O que fica não se justifica por ter sido bom.
Fica por ter sido intenso,
por ter sido verdadeiro,
por ter sido com amor.

Beijo este é tão especial que ninguém duvida…
Este que fica por toda a vida.
Beijo que faz tudo passar…
menos o beijo...
Ahhh este... Bom, este beijo fica!

Natanaela