Siga o Blog, nas redes sociais

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Como

Como poderia te falar,
Como poderia pensar,
Como poderia me declarar.

Mas nem te conheço,
Mas nem te vejo,
Faz anos que não te encontro,
Que saudades desse sorriso,
Que saudades de seus beijos,
Que saudades de seu olhar.

Hoje sou um Poeta,
Não sou mais aquele garoto,
Não sou mais aquele solitário,
Hoje escrevo, pois gosto do que faço. 


Escrito por Alex Lopes Ozorio, O Poeta da Madrugada