Siga o Blog, nas redes sociais

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Parede humana para ajudar bebês tartarugas desorientados a chegar ao mar, em 2013

Foto: Parede humana para ajudar bebês tartarugas desorientados a chegar ao mar, em  2013

Voluntários criaram um corredor para um grupo de mais de 100 filhotes de tartarugas marinhas cabeçudas no sul do Mar do Caribe. As pequenas tartarugas haviam eclodido perto do aeroporto na ilha de Bonaire Dutch Caribbean.

Luzes da pista e outras fontes de luz feitas pelo homem tem interferido a vontade inata das tartarugas para encontrar o oceano, seguindo a luz mais brilhante, que tem sido desde os tempos pré-históricos a lua brilhando sobre a água.

Portanto, para evitar que os filhotes sejam atraídos para as iluminações artificiais, voluntários da Sea Turtle Conservation Bonaire formaram uma parede humana para criar um caminho distinto para os filhotes.

A tartaruga cabeçuda esteve na lista de espécies ameaçadas desde 1978, principalmente devido à poluição em seus locais de nidificação.

Foto: Sea Turtle Conservation Bonaire

Diego Vieira
Voluntários criaram um corredor para um grupo de mais de 100 filhotes de tartarugas marinhas cabeçudas no sul do Mar do Caribe. As pequenas tartarugas haviam eclodido perto do aeroporto na ilha de Bonaire Dutch Caribbean.

Luzes da pista e outras fontes de luz feitas pelo homem tem interferido a vontade inata das tartarugas para encontrar o oceano, seguindo a luz mais brilhante, que tem sido desde os tempos pré-históricos a lua brilhando sobre a água.

Portanto, para evitar que os filhotes sejam atraídos para as iluminações artificiais, voluntários da Sea Turtle Conservation Bonaire formaram uma parede humana para criar um caminho distinto para os filhotes.

A tartaruga cabeçuda esteve na lista de espécies ameaçadas desde 1978, principalmente devido à poluição em seus locais de nidificação.